domingo, 17 de setembro de 2017

Devolução à Natureza de 2 ouriços-cacheiros em Moimenta da Serra, Gouveia.


No dia 16 de Setembro de 2017 foram devolvidos à Natureza dois ouriços-cacheiros (Erinaceus europaeus)




Estes dois animais ingressaram no CERVAS no início do Verão através do SEPNA/GNR de Mangualde após terem sido recolhidos por particulares quando ainda eram pequenas crias.



O processo de recuperação durou vários meses e consistiu em alimentação, cuja apresentação e composição foi variando ao longo do crescimento dos ouriços, até atingirem dimensões e condições físicas ideais para serem devolvidos à Natureza.




A devolução à Natureza decorreu ao final da tarde numa zona agrícola onde a espécie está presente, onde nesta época do ano abunda o alimento no chão, nomeadamente fruta, e não há demasiada perturbação.






quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Devolução à Natureza de 18 andorinhões


Entre 21 de Julho e 28 de Agosto de 2017 foram devolvidos à Natureza 18 andorinhões, sendo 10 deles pálidos (Apus pallidus) e 8 pretos (Apus apus).





À semelhança dos 23 anteriormente devolvidos à Natureza este ano, a maioria eram aves juvenis que tinham saído precocemente e que foram recolhidos por particulares.






Os processos de recuperação consistiram em alimentação com insectos, de 3 em 3 horas, durante o tempo necessário para o crescimento das penas de voo e ganho de peso adequado até aos valores necessários para poderem serem libertados. As aves foram mantidas em grupos em função das idades para poderem cumprir um processo de socialização enquanto cresciam.





As devoluções à Natureza foram realizadas em Gouveia com as pessoas que recolheram os andorinhões, com outras pessoas convidadas ou que se encontravam de visita à cidade e também por técnicos e voluntários do CERVAS.





Fique a saber um pouco mais sobre os andorinhões na Wilder aqui:


terça-feira, 12 de setembro de 2017

Devolução à Natureza de 1 águia-d´asa-redonda em Coimbra


No dia 9 de Setembro de 2017 foi devolvida à Natureza uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) em Coimbra, na Escola Superior Agrária.


Esta acção fez parte do programa de actividades da Festa de Encerramento das Oficinas de Verão da Associação Nacional dos Animadores Sociais (ANAS), com quem o CERVAS tem vindo a colaborar ao longo dos últimos anos em vários tipos de iniciativas.


Esta jovem águia-d´asa-redonda tinha sido encontrada no chão, muito debilitada e magra e foi encaminhada para o CERVAS através do SEPNA/GNR.


O processo de recuperação consistiu em alimentação, treino de voo e socialização com outras aves de rapina diurnas.


O CERVAS agradece à ANAS por mais este convite e oportunidade de divulgação do trabalho do centro e da biodiversidade de Coimbra junto das crianças e dos seus pais.


Devolução à Natureza de 1 mocho-galego em Gouveia


No dia 8 de Setembro de 2017 foi devolvido à Natureza um mocho-galego (Athene noctua) em Gouveia.


Esta ave juvenil tinha sido encontrada na berma de uma estrada e foi encaminhada para o CERVAS pelas pessoas que a recolheram, através do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).


No momento do ingresso no centro verificou-se que o mocho apresentava descoordenação motora e incapacidade de manter em pé mas não tinha lesões graves pelo que o processo de recuperação consistiu em tratamento específico para as alterações neurológicas, alimentação, treino de voo, caça e socialização com outra aves da mesma espécie e de diferentes idades.


A devolução à Natureza decorreu ao final da tarde numa zona agrícola, com vinhas e olival, um habitat adequado à espécie e onde esta é observada regularmente.


segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Devolução à Natureza de 1 águia-d´asa-redonda em Gouveia


No dia 7 de Setembro de 2017 foi devolvida à Natureza uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) em Gouveia.



Esta ave juvenil tinha sido encontrada no chão num estado de grande debilidade e magreza e foi entregue ao CERVAS pelo SEPNA/GNR de Pinhel.



O processo de recuperação consistiu em alimentação, treino de voo, caça e socialização com outras aves de rapina diurnas.


A devolução à Natureza decorreu durante um evento desportivo que teve lugar em Gouveia, junto ás instalações do Parque Ecológico, num habitat adequado à espécie.