segunda-feira, 19 de junho de 2017

O CERVAS participou na II Workshop de Observação de Aves "Entre o Dão e o Mondego" em Carregal do Sal


Nos dias 16 e 17 de Junho de 2017 o CERVAS participou na II Workshop de Observação de Aves "Entre o Dão e o Mondego" que decorreu em Carregal do Sal.



Tal como no ano anterior, esta actividade foi organizada pela Associação Cultural Folias e Tropelias mas teve um programa diferente, pois passou a incluir actividades nocturnas, uma delas sobre aves de rapina nocturnas e outra sobre astronomia.



Durante a actividade diurna que decorreu no dia 17 foi possível detectar cerca de 40 espécies de aves, sendo de destacar o número elevado de milhafres-pretos (Milvus migrans) que estava presente junto ao rio Mondego, na Sra da Ribeira, em Parada, e ainda uma observação pouco habitual na zona, um guincho-comum (Larus ridibundus).



Na noite de dia 16, entre um mini-workshop de rapinas nocturnas e outro sobre astronomia, foi devolvida à Natureza uma coruja-do-mato (Strix aluco) que tinha ingressado no CERVAS após saída precoce do ninho.




O processo de recuperação consistiu em alimentação, treino de voo e caça em contacto com outras aves da mesma espécie, de diferentes idades.


O CERVAS agradece à Associação Cultural Folias e Tropelias pelo convite para mais esta actividade e pelo interesse e apoio ao trabalho do centro, mantendo a disponibilidade para futuras acções em parceria.

A Escola EB 2,3 de Fornos de Algodres visitou o CERVAS


No dia 16 de Junho de 2017 o CERVAS recebeu a visita da Escola EB 2,3 de Fornos de Algodres.



Durante a tarde e após também terem visitado o Parque Ecológico de Gouveia, as cerca de 100 crianças e professores tiveram a oportunidade de conhecer um pouco melhor o trabalho do CERVAS e algumas as espécies que ingressam no centro.



De seguida, decorreu a devolução à Natureza de uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) que tinha ingressado no CERVAS após ter sido recolhida presa numa vedação de arame farpado e entregue no centro pelo SEPNA/GNR de Pinhel.



O processo de recuperação consistiu em tratamento das feridas, alimentação, treino de voo e socialização com outras aves de rapina diurnas.



O CERVAS agradece à Escola EB 2,3 de Fornos de Algodres pela visita e pelo interesse no trabalho do centro e está disponível para futuras acções em parceria.


Saída de campo para observação de aves com a EB 2,3 de Vila Nova de Tazem


No dia 14 de Junho de 2017 o CERVAS colaborou com a EB 2,3 de Vila Nova de Tazem na dinamização de uma saída de campo para observação de aves.



Esta actividade permitiu a crianças, professores e funcionários da escola aprofundar conhecimentos sobre as aves que existem na zona envolvente da escola, como o objectivo de criar um cada vez maior interesse na sua observação, compreensão e conservação.



Durante a manhã foram percorridos vários habitats - urbanos, florestais e agrícolas - tendo sido possível registar cerca de 25 espécies de aves, e, sempre que possível, foram também abordados outros aspectos relacionados com mais elementos da biodiversidade local, desde a flora aos insectos.



O CERVAS agradece o convite à EB 2,3 de Vila Nova de Tazem, e em especial à Prof. Helena Babo pelo interesse e empenho, e está disponível para futuras acções que contribuam para um cada vez maior contacto directo entre a comunidade escolar e a biodiversidade.



Devolução à Natureza de 1 bufo-real em Portunhos, Cantanhede


No dia 8 de Junho de 2017 foi devolvido à Natureza um bufo-real (Bubo bubo) em Portunhos, Cantanhede.



Esta ave tinha sido recolhida pela Abrigo de Carinho - Associação de Amigos de Animais de Mira e encaminhada para o polo de recepção de animais selvagens da Mata Nacional do Choupal / ICNF pelo SEPNA/GNR de Cantanhede.



Após uma primeira avaliação e cuidados iniciais o bufo-real foi encaminhado para o CERVAS onde se verificou que tinha uma fractura numa das asas. O processo de recuperação consistiu em imobilização da asa afectada, alimentação, treino de voo e musculação.



A devolução à Natureza decorreu ao final da tarde num habitat adequado e foi antecedida pela anilhagem do bufo por parte do anilhador de aves Luis Silva, a quem o CERVAS agradece a colaboração na planificação da acção.



O CERVAS agradece também a todas as entidades e pessoas que contribuiram para a recuperação do bufo-real, desde o momento da recolha até ao apadrinhamento.


video

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Devolução à Natureza de 1 milhafre-preto em Gouveia


No dia 8 de Junho de 2017 foi devolvido à Natureza 1 milhafre-preto (Milvus migrans) em Gouveia.



Esta ave tinha sido recolhida na berma de uma estrada por uma pessoa que a encaminhou para o CERVAS através do SEPNA/GNR da Guarda.



No momento do ingresso no centro verificou-se que a ave apresentava alguma sintomatologia neurológica relacionada com o trauma / atropelamento, mas não tinha fracturas nem outras lesões graves.



O processo de recuperação foi rápido e consistiu em terapia de suporte, alimentação, treino de voo e contacto com outras aves da mesma espécie.


A devolução à Natureza decorreu na presença de crianças e educadoras do Jardim de Infância de Gouveia e de uma equipa da ANA - Aeroportos de Portugal que se encontrava em Gouveia a realizar filmagens para um trabalho sobre os centros de recuperação apoiados pela empresa. A ambas as entidades o CERVAS agradece todo o apoio, colaboração e interesse demonstrado ao longo dos anos.


O CERVAS participou nas comemorações do Dia do Ambiente nos aeroportos do Porto e Lisboa


No dia 5 de Junho de 2017 o CERVAS participou nas comemorações do Dia do Ambiente organizadas pela ANA - Aeroportos de Portugal / VINCI Airports.



Estas acções decorreram em simultâneo nos aeroportos de Portugal Continental (Porto, Lisboa, Faro) e na Madeira, tendo sido dada oportunidade à Associação ALDEIA de apresentar o trabalho que tem sido desenvolvido desde 2009 no CERVAS e RIAS com o apoio da ANA - Aeroportos de Portugal.



Durante todo o dia foram dinamizados espaços de divulgação do trabalho do CERVAS, sendo abordados temas relacionados com as espécies com que o centro trabalha e as respectivas causas de ingresso.




Os técnicos do CERVAS e da ANA foram contactando com as pessoas que iam passando pelos espaços de divulgação, desde passageiros a funcionários dos aeroportos, até grupos e escolas que estavam a realizar visitas a ambos os locais.



O CERVAS agradece à ANA - Aeroportos de Portugal / VINCI Airports por todo o apoio que têm dado desde 2009, pelo interesse no trabalho dos centros de recuperação e pelas oportunidades de divulgação; e mantém disponibilidade total para futuras acções semelhantes em parceria.